TJRR recebe Selo Diamante, premiação máxima do Prêmio CNJ de Qualidade

You are currently viewing TJRR recebe Selo Diamante, premiação máxima do Prêmio CNJ de Qualidade
Foto: Nucri/TJRR

O Tribunal de Justiça de Roraima conquistou o Selo Diamante no Prêmio CNJ de Qualidade 2021, na categoria Justiça Estadual, premiação máxima destinada aos tribunais que tiveram melhor desempenho no ranking geral, considerando todos os ramos de Justiça, o reconhecimento alcançou marcas inéditas neste ano. A avaliação de 88,4% foi baseada em quatro critérios: Governança, Produtividade, Transparência e Dados e Tecnologia. A cerimônia de premiação foi realizada nesta sexta-feira, 03/12, durante o 15º Encontro Nacional do Poder Judiciário.

Dos 41 requisitos nos quais o tribunal teve sucesso, 37 correspondem às ações realizadas em 2021. Neste ano, o TJRR alcançou a maior pontuação da história no Ranking da Transparência; teve o menor tempo médio para adoção; menor tempo para concessão de medidas protetivas entre todos os Tribunais; melhor desempenho no Eixo Produtividade, maior índice de implantação do Balcão Virtual; criação do Núcleo de Justiça 4.0; e a pontuação máxima no Índice de Governança de Tecnologia da Informação e Comunicação no Judiciário (iGovTIC-Jud) e saneamento de dados do DataJud.

Para o presidente do TJRR, desembargador Cristóvão Suter, o prêmio reconhece o trabalho desenvolvido pelo Tribunal em todas suas esferas de atuação, traduzindo a preocupação do Judiciário roraimense com a promoção contínua da melhoria da prestação jurisdicional. “Receber o selo diamante representa o reconhecimento do trabalho feito com tanta dedicação por centenas de profissionais e de que estamos no caminho certo para levar uma justiça cada vez mais célere, humana e solidária. Divido o sentimento de alegria com todos os magistrados e magistradas, servidoras e servidores, colaboradores e estagiários, que fazem a grandeza do nosso Tribunal”, parabenizou.

O Prêmio CNJ de Qualidade reconhece as boas práticas dos órgãos do Judiciário e estimula os tribunais a buscarem excelência na gestão e no planejamento das atividades, com aumento da eficiência da prestação de serviços. Em seguida, houve o anúncio das Metas Nacionais do Judiciário para 2022. Elas representam o compromisso que os órgãos estão assumindo para melhorar o acesso à Justiça, de forma célere, eficiente e com qualidade. A plenária marcou o encerramento do 15º Encontro Nacional do Poder Judiciário, que foi transmitida ao vivo pelo YouTube do CNJ.

Luiz Valério

Jornalista, escritor, blogueiro e podcaster. Especialista em Comunicação Social e Novas Tecnologias. Profissional de Marketing Digital. Fundador e Editor-chefe do Jornal Roraisul. (Uma ousadia e aventura inesquecível com meu sempre amigo Osmar Morais).

Deixe um comentário