RORAINÓPOLIS | Médico de Nova Colina fala sobre os desafios da saúde pública

You are currently viewing RORAINÓPOLIS | Médico de Nova Colina fala sobre os desafios da saúde pública
A UBS Maria Raimunda Batista atende em média 200 pacientes por mês.

Formado em Medicina pela Universidade Federal de São Paulo UNIFESP, com especialização em saúde da família e comunidade, o médico Hélio Sales de Amorim, atua na UBS Maria Raimunda Batista, na vila Nova Colina, em Rorainópolis, há três anos. Nascido no município de Corumbá, no pantanal mato-grossense, ele iniciou os estudos fora do Brasil enfrentando muitas adversidades, mas com o sonho de se formar em medicina a atuar pelo bem da população.

Hélio Amorim já trabalhou no Guarujá, em São Paulo, e, posteriormente foi convidado a trabalhar no programa Mais Médicos em Roraima, no município de Rorainópolis, desembarcando na Vila Nova Colina em 2019. “Atendo todo e qualquer paciente que possa ser atendido na unidade básica de saúde. Os pacientes de emergência e casos mais graves são encaminhados ao Hospital Geral em Rorainópolis”, explica.

A maioria dos atendimentos são da medicina preventiva ou tratamento de hipertensão arterial, diabetes, das gestantes no pré-natal, de recém-nascidos, crianças e adolescentes. O médico também faz visitas domiciliares a pacientes convalescentes.

Na avaliação do médico, o município de Rorainópolis oferece relativamente boas condições de instalação e adequação ao desenvolvimento do trabalho do médico e o Ministério da Saúde oferece o médico para desenvolver a atividade na região por meio do programa Mais Médicos, numa parceria que, segundo ele, tem dado certo.

Devido à proximidade e o acesso aos municípios de São Luiz e São Joao da Baliza, a Unidade Básica da Vila Nova Colina é estratégica e de grande importância para a região e acaba por atender algumas demandas de saúde desses municípios vizinhos.

Outro grande desafio para melhorar a saúde da população é a necessidade de uma ambulância para a remoção de pacientes em estado grave ou mulheres gestantes em vias de dar à luz. “Atualmente um desafio para saúde local é a necessidade de uma ambulância maior para o transporte dos pacientes, esta necessidade figura como um dos desafios a serem supridos visto a sua importância de ser solicitado constantemente pela população”.

Doutor Hélio Amorim tem se dedicado ao trabalho na Vila Nova Colina. A UBS atende em média 200 pacientes por mês. Esse número ainda pode aumentar quando ocorre algum surto, como por exemplo nesse período de chuvas que tem um aumento expressivo de pacientes com sintomas gripais ou diarreias.

“É muito bom morar e trabalhar em Nova Colina. Como eu costumo dizer, eu não tenho pacientes, são todos meus amigos e um bom trabalho por mim desenvolvido conta com apoio de toda equipe que trabalha na atenção básica, desde o zelador do prédio, até o agente comunitário de saúde que faz as visitas domiciliares. Temos um laboratório onde testes de malária são feitos imediatamente quando é necessário e a estrutura do prédio é boa. O ambiente laboral corrobora para o sucesso de uma unidade de saúde que preza pela qualidade do atendimento à população”, finaliza Amorim.

UBS – A Unidade Maria Raimunda Batista tem duas equipes, cada uma conta com dois médicos, dois enfermeiros, e ainda, agentes de saúde e de endemias. Tem também a sala de vacina, farmácia básica, dentista, sala de curativos, laboratório de malária, recepcionistas e técnicos em enfermagem.

Deixe um comentário