You are currently viewing Rorainópolis adora novas medidas restritivas de enfrentamento à Covid-19
Foto: divulgação

Rorainópolis adora novas medidas restritivas de enfrentamento à Covid-19

O prefeito de Rorainópolis, Leandro Pereira (Solidariedade), publicou nesta quinta-feira, 9 de setembro, o Decreto-E Nº 104/2021 adotando e flexibilizando medidas restritivas de enfrentamento à Covid-19.

As novas diretrizes foram baixadas graças ao avanço no processo de vacinação da população local, conforme explicou o gestor por meio da sua assessoria de comunicação.

Leandro destaca, porém, que a pandemia ainda não acabou e, por isso, continua a necessidade da adoção das medidas de prevenção e de higiene, como o uso de máscara, álcool gel e a manutenção do distanciamento social entre as pessoas.

De acordo com o novo decreto, os bares, restaurantes, lanchonetes, conveniências e demais estabelecimentos comerciais podem funcionar agora com o máximo 65% da sua capacidade total de lotação.

O horário de funcionamento desses estabelecimentos voltou a ser o que está previsto na lei municipal 162/2009, ou seja, 1h da manhã para bares e 2h da manhã comércios que servem alimentos, como é o caso de restaurantes e lanchonetes, por exemplo.

O documento também prevê que aniversários, casamentos e formaturas a serem realizados em residências, salões de eventos e estabelecimentos similares ficam igualmente limitados a 65% da capacidade total de pessoas do ambiente, obedecendo os protocolos de segurança. No entanto, reuniões comemorativas e encontros em espaço público devem ser evitadas.

Leandro Pereira estabeleceu no Decreto que os estabelecimentos deverão continuar cumprindo com todos os protocolos sanitários estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde para enfrentamento da Covid-19, sendo uso de máscara de obrigatório, álcool em gel, medidor de temperatura, distanciamento de no mínimo 1,5 m e higienização do ambiente.

Conforme consta no documento, os bares, restaurantes, conveniências, locais de eventos, e estabelecimentos similares deverão exigir a apresentação do cartão de vacina contendo no mínimo a 1ª dose da vacina contra a Covid-19. Essas novas medidas terão validade de 30 dias, podendo ser prorrogado por igual período.

Luiz Valério

Jornalista, escritor, blogueiro e podcaster. Especialista em Comunicação Social e Novas Tecnologias. Profissional de Marketing Digital. Fundador e Editor-chefe do Jornal Roraisul. (Uma ousadia e aventura inesquecível com meu sempre amigo Osmar Morais).

Deixe um comentário