Prefeitura de Boa Vista entrega escola indígena totalmente revitalizada à comunidade do Morcego

You are currently viewing Prefeitura de Boa Vista entrega escola indígena totalmente revitalizada à comunidade do Morcego
Foto: Katarine Almeida

Após reforma completa em sua estrutura, a Escola Municipal Indígena Martins Pereira da Silva foi entregue, de cara nova, aos moradores da comunidade do Morcego nesta segunda-feira, 13. A unidade criada em 1998 tem história. Foi a primeira escola indígena de Boa Vista, ganhou sede própria em 2010. Onze anos depois foi totalmente revitalizada para o melhor conforto dos alunos e funcionários.

Entre os serviços feitos pela prefeitura, estão a substituição geral do telhado e forro, recebeu grades de proteção e segurança nas salas, pintura geral, revisão e adequação da rede elétrica, revisão e adequação das instalações hidrossanitárias, ganhou acessibilidade e uma nova caixa da água.

Para o prefeito de Boa Vista, Arthur Henrique, é sempre uma honra levar investimentos às áreas rurais, em especial, às comunidades indígenas.

“Fico muito feliz de fazer essa entrega aos moradores da região. A gente sabe que a escola é o principal equipamento público que precisamos ter dentro das nossas comunidades indígenas. Hoje entregamos a Martins Pereira revitalizada, com a mesma qualidade e padrão que é feito na cidade. Sinal que estamos investindo para dar qualidade de vida às crianças que estudam aqui”, disse.

A escola atende hoje 35 alunos, da pré-escola ao 5° Ano do Ensino Fundamental. Uma delas, é a aluna do 4º Ano, Virnna Evaristo, 10, que amou a nova estrutura. “Todo mundo gostou da escola toda pintadinha e arrumada. Essa é minha segunda casa, aqui eu estudo, aprendo muitas coisas. Muito feliz que ela ficou ainda mais bonita”, disse.

Para a moradora, Leirejane Nágelo, mãe dos alunos Jaime, Inaiane e Flávia também comemorou o presente de Natal que a comunidade recebeu. “É muito gratificante, a gente já esperava por isso. Hoje temos uma escola climatizada, tem salas suficientes para receber nossos alunos, os funcionários bem preparados. Graças a Deus a prefeitura atende as nossas expectativas, se empenha e se preocupa com a educação. A nossa comunidade está de parabéns por ter recebido esse presente de Natal e já vamos começar o ano novo com o pé direito”, garantiu.

Mais investimentos

As escolas indígenas e do campo recebem da prefeitura o mesmo cuidado e atenção que as escolas urbanasExemplo disso, é a escola Vovó Tereza da Silva, na Comunidade Darora, que ganhou uma nova estrutura no final de 2020. A escola Vovó Terezinha da Silva, da Comunidade Bom Jesus, também foi totalmente revitalizada e será entregue em breve.

A escola Francisca Gomes, localizada na Serra do Truarú, ganhará também uma nova estrutura. Sem contar que outras unidades também receberam pequenas revitalizações antes do retorno das aulas presenciais.

Só este ano, os alunos destas regiões receberam kits de alimentação escolar, cestas básicas, material didático e kits escolares, fardamento escolar, máscaras e garrafinhas e fizeram a Prova BV. Durante as aulas remotas, muitos recebiam em casa as atividades.

Em oito anos, a prefeitura ampliou em 60% o número de vagas na rede

Ao fim da gestão anterior, Boa Vista já contava com 126 unidades de ensino. Em oito anos, foram entregues 93 unidades, sendo 40 escolas e creches novas e outras 53 revitalizadas/reformadas. Com isso, houve um aumento de 60% nas vagas da rede municipal. Final de 2012, a prefeitura atendia 27,4 mil alunos, hoje já são 44 mil alunos matriculados nas unidades de ensino.

Luiz Valério

Jornalista, escritor, blogueiro e podcaster. Especialista em Comunicação Social e Novas Tecnologias. Profissional de Marketing Digital. Fundador e Editor-chefe do Jornal Roraisul. (Uma ousadia e aventura inesquecível com meu sempre amigo Osmar Morais).

Deixe um comentário