Prefeito corrige e prorroga decreto com toque de recolher em Rorainópolis
Prefeito corrige e prorroga decreto com toque de recolher em Rorainópolis

Prefeito corrige e prorroga decreto com toque de recolher em Rorainópolis

Um dia após fazer a prorrogação do Decreto que estabelece medidas restritivas contra a Covid-19, entre elas o toque de recolher das 22h às 6h, o prefeito de Rorainópolis Leandro Pereira (Solidariedade) precisou fazer ajustes no documento.

Em conversa com a reportagem do Jornal Roraisul, Leandro disse que foi necessário prorrogar o Decreto publicado em 26 de fevereiro, pois o município faz limite com o Estado do Amazonas, epicentro nacional da pandemia do Novo Coronavírus. O decreto segue valendo até o dia 12 de março.

Nesta terça-feira, o prefeito de Rorainópolis detectou pontos a serem ajustados no Decreto e fez as correções. Uma delas diz respeito ao item que trata sobre a quantidade de pessoas permitidas em formaturas e aniversários, que será reduzido de 100 pessoas para 30.

Até o começo desta semana, Rorainópolis havia registrado 2.429 casos confirmados de Covid-19, com um total de 36 mortes desde o início da pandemia.

O Decreto estabelece o limite de 30% da capacidade de atendimento ao público em bares, restaurantes, lanchonetes, conveniências e demais estabelecimentos comerciais. Esses mesmos locais também só podem funcionar até às 22h, incluindo o serviço de delivery;

Segundo o documento, enquanto estiver vigente o toque de recolher, das 22h às 6h, somente profissionais da saúde e trabalhadores para atividades essenciais ou da segurança podem circular na cidade.

O Decreto diz ainda que reuniões e festas comemorativas em espaço público devem ser evitadas. Ainda conforme o documento, qualquer tipo de aglomeração, assim como o descumprimento do uso de máscara e do toque recolher estão passíveis de sanções e multas.

Luiz Valério

Jornalista, escritor, blogueiro e podcaster. Especialista em Comunicação Social e Novas Tecnologias. Profissional de Marketing Digital. Fundador e Editor-chefe do Jornal Roraisul. (Uma ousadia e aventura inesquecível com meu sempre amigo Osmar Morais).

Deixe uma resposta