You are currently viewing Pesquisa vai ajudar em políticas públicas para indígenas Venezuelanos
OIM e Governo fazem estudo para melhorar realidade da população

Pesquisa vai ajudar em políticas públicas para indígenas Venezuelanos

Desde 2016, mais de 5 mil indígenas venezuelanos chegaram ao Brasil pela fronteira norte, principalmente pelo estado de Roraima. 65% deles são do povo Warao. Agora, a OIM – Organização Internacional para as Migrações – e o Governo Federal estão realizando uma

pesquisa para apoiar a construção de políticas públicas, ou seja, definir e colocar em prática ações para melhorar a realidade desta população.

A coleta de dados da chamada Matriz de Monitoramento de Deslocamento – DTM na sigla em Inglês – já começou em fevereiro, em Brasília e na cidade de Boa Vista. Até abril, pesquisadores querem dados sobre características culturais, migração, condições de acesso a serviços públicos e o perfil social e demográfico dos indígenas.

Toda a pesquisa é parte de um Acordo de Cooperação Técnica entre o ministério da Cidadania e a OIM.

A DTM é uma ferramenta da Organização Internacional para as Migrações já aplicada no mundo inteiro desde 2004. No Brasil, a primeira edição do monitoramento foi feita em 2018. As 7 edições realizadas no país cobriram principalmente o movimento de venezuelanos que chegavam ao estado de Roraima, facilitando a acolhida emergencial humanitária.

Fonte: Agência Brasil

Luiz Valério

Jornalista, escritor, blogueiro e podcaster. Especialista em Comunicação Social e Novas Tecnologias. Profissional de Marketing Digital. Fundador e Editor-chefe do Jornal Roraisul. (Uma ousadia e aventura inesquecível com meu sempre amigo Osmar Morais).

Deixe um comentário