You are currently viewing Justiça anula contrato de construção do Linhão de Tucuruí
Do total de 721 quilômetros de extensão da obra do linhão, 125 devem passar pela Terra Indígena Wamiri-Atroari

Justiça anula contrato de construção do Linhão de Tucuruí

O sonho de Roraima de ter energia confiável por meio do Linhão de Tucuruí sofreu mais um baque. Na sexta-feira (19), a Justiça do Distrito Federal anulou o contrato da concessionária Transnorte Energia S.A. com o Governo Federal para construir linha de transmissão que ligaria Roraima ao Sistema Interligado Nacional (SIN) de energia elétrica.

Na decisão em que anulou o contrato, a Justiça Federal condenou a União a ressarcir financeiramente a empresa por prejuízos com obras nos últimos nove anos. O Ministério de Minas e Energia disse que não se manifestará sobre o assunto.

Do total de 721 quilômetros de extensão da obra do linhão, 125 devem passar pela Terra Indígena Wamiri-Atroari, que é cortada pela BR 174. Nessa área moram 2 mil indígenas em 56 aldeias.

Em fevereiro do ano passado, o Governo Bolsonaro prometeu que o licenciamento estaria pronto em maio do mesmo ano. No mês de junho, a União afirmou que a pandemia do coronavírus interferiu na liberação das licenças, alvo de ação do Ministério Público Federal do Amazonas (MPF-AM).

No processo, o Governo Federal alegou que não é papel da União, mas sim da Fundação Nacional do índio (Funai) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) a atuação direta no processo de licenciamento ambiental, e que riscos de construção são naturais da atividade empresarial, e que devem ser arcados pela Transnorte.

Uma das exigências dos indígenas era que a União e a empresa seguissem o protocolo elaborado por eles. Neste ano, a documentação havia sido traduzida e a Funai ponderou que as negociações estavam avançadas, mas nada foi concluído. Com a decisão da Justiça Federal, a União deve realizar novo processo licitatório.

Leia mais sobre Política no Blog do Luiz Valério

Luiz Valério

Jornalista, escritor, blogueiro e podcaster. Especialista em Comunicação Social e Novas Tecnologias. Profissional de Marketing Digital. Fundador e Editor-chefe do Jornal Roraisul. (Uma ousadia e aventura inesquecível com meu sempre amigo Osmar Morais).

Deixe um comentário