You are currently viewing Homem é condenado pelo Tribunal do Júri  a 24 anos de reclusão pelo feminicídio da ex-companheira
Sede do Ministério Público de Roraima. Foto: Google Maps

Homem é condenado pelo Tribunal do Júri a 24 anos de reclusão pelo feminicídio da ex-companheira

A pedido do Ministério Público do Estado de Roraima (MPRR), o Tribunal do Júri da Comarca de Alto Alegre condenou José Antônio Sousa Melo, a 24 anos de reclusão pelo feminicídio da jovem Taluany da Silva Rocha, de 19 anos, ocorrido em dezembro de 2020.
O Júri, que levou mais de 15 horas, ocorreu na última quinta-feira, 30 de setembro, no município de Alto Alegre. O acusado também foi condenado pelos jurados por fraude processual e ao pagamento de mais de R$ 20 mil reais que será destinado ao Fundo Penitenciário Nacional.
Segundo a denúncia do MPRR, José Antônio matou a jovem com 27 facadas dentro da residência onde o ex-casal morava e logo após, limpou a roupa suja de sangue e ainda levou embora o celular de Taluany com a intenção de eliminar os indícios e dificultar o acesso as informações que revelariam as circunstâncias e autoria do crime.
 Conforme as investigações, as brigas do casal eram constantes devido ao sentimento de posse do acusado para com a vítima. Relatos de familiares e vizinhos o ex-casal confirmam  agressões físicas sistematicamente promovidas por ele dentro do relacionamento.
Durante o Julgamento, o MPRR sustentou a acusação de feminicídio. “A condição de gênero do crime cometido contra à vítima Taluany fica comprovada diante das evidências  do sentimento de posse e domínio sobre o sexo feminino e que, no caso, era exercido por José Antônio de Sousa Melo sobre a vítima”, concluiu denúncia do MPRR.

Luiz Valério

Jornalista, escritor, blogueiro e podcaster. Especialista em Comunicação Social e Novas Tecnologias. Profissional de Marketing Digital. Fundador e Editor-chefe do Jornal Roraisul. (Uma ousadia e aventura inesquecível com meu sempre amigo Osmar Morais).

Deixe um comentário