GARANTIA DOS DIREITOS Evangelista cobra do governo melhorias para a educação

You are currently viewing GARANTIA DOS DIREITOS  Evangelista cobra do governo melhorias para a educação

A educação é uma das bandeiras do deputado estadual Evangelista Siqueira (PT). Na condição de professor, ele tem conhecimento de causa. Como deputado, tem cobrado frequentemente soluções do Governo do Estado no que tange à melhoria da educação e garantia dos direitos dos trabalhadores.

Mais um momento de diálogo ocorreu no dia 27 de abril, quando Evangelista Siqueira se reuniu com representantes do Sinter (Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Roraima), o governador Antonio Denarium, a secretária de Educação e Desporto, Leila Perussolo, o chefe da Casa Civil, Flamarion Portela.

“Durante a reunião, citei a necessidade de uma solução urgente para as progressões horizontais e verticais, além do enquadramento que nem todos os trabalhadores tiveram o direito de opção à carga horária”, ressaltou Siqueira.

Além disso, o parlamentar falou sobre reajuste salarial e a situação das aulas remotas onde os professores estão pagando do próprio bolso a estrutura. “Os professores estão tendo que comprometer parte significativa dos seus salários para comprar novos equipamentos eletrônicos, adquirir pacotes de internet com maior volume de dados e aumento no gasto com energia elétrica”, disse.

O governador Antonio Denarium disse “reconhecer o esforço dos professores neste período de pandemia” e anunciou algumas ações, como: atualização das progressões horizontais de 356 professores já no salário de abril, o pagamento das verbas rescisórias dos ex-servidores referentes aos anos de 2003 a 2020, ainda no mês de maio, e o pagamento retroativo das progressões verticais e horizontais dos ex-servidores, dos aposentados e falecidos, que vai ocorrer no mês de junho.

INTERNET

A secretária Leila Perussolo disse que está em fase de licitação a plataforma digital para a utilização pelos professores e alunos durante o período de pandemia, de modo que não terão mais que usar seus pacotes de internet para as aulas remotas e nos próximos meses sairão novas blocos de progressões e retroativos, garantindo o direito desses trabalhadores.

“É um ganho para a categoria, porém as pautas da educação são urgentes e precisam de atenção do Governo. Por isso a Comissão de Educação vai continuar buscando intermediar novos diálogos para que o direito dos trabalhadores e trabalhadoras sejam devidamente assegurados”, complementou Siqueira.

Deixe um comentário