You are currently viewing Famílias assentadas pelo Incra recebem títulos definitivos em Roraima
Foto: divulgação

Famílias assentadas pelo Incra recebem títulos definitivos em Roraima

Mais 169 famílias de agricultores dos assentamentos Nova Amazônia e Nova Amazônia 1, localizados na zona rural de Boa Vista (RR), receberam os títulos definitivos dos lotes. Durante a cerimônia de entrega, realizada pelo Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) na tarde desta sexta-feira (29), outras 144 famílias foram atendidas com o Contrato de Concessão de Uso (CCUs).

Muitas das famílias beneficiadas estão nos dois projetos de assentamento desde a sua criação e aguardavam o documento há 18 anos. Joanilton de Queiroz de Sousa lembra que participou do acampamento às margens da BR-174, em 2003, enquanto aguardava o lote. Ele foi assentado com a esposa Nildeane Vieira Lopes no polo 3, do PA Nova Amazônia, ao lado dos seus pais e mais três irmãos que também foram incluídos no Programa Nacional de Reforma Agrária (PNRA).

É uma felicidade muito grande receber esse título. Foram 18 anos de espera e é gratificante porque todo esse tempo nossa família sobrevive do lote. Agora eu sei que a terra é minha e tenho a segurança jurídica de buscar financiamento bancário para aumentar a produção”, disse Joanilton.

Juntamente com o pai e irmãos, o agricultor planta soja, milho, feijão, cria gado e abelhas, numa área de 190 hectares. A produção vai para a merenda escolar dos alunos da capital, através da Coopercinco, uma cooperativa que reúne 650 assentados e que fornece 60 toneladas de alimentos por mês para o Governo do Estado e a Prefeitura de Boa Vista servirem nas escolas e em entidades de assistência social. “Também fornecemos para o Exército Brasileiro, para o mercado local e exportamos alguns produtos, como a batata doce, para o Amazonas”, acrescentou.

Para Aldemar Vicente de Almeida, o título definitivo “é uma bênção”. O assentado era funcionário da Fazenda Bamerindus, que originou os dois assentamentos, e vive na região há mais de trinta anos, com sua esposa, Raimunda dos Santos Almeida, que é professora na escola municipal do assentamento. “Agora a gente vai fazer projeto para melhorar a produção da terra, aumentar a produção de gado, fazer irrigação da plantação”, disse.

Quem também comemorou muito o documento da terra foi Alziro Coelho dos Reis, que cedeu seu lote para o Incra realizar o evento de entrega dos títulos. “Moro aqui faz seis anos, a vicinal é asfaltada e receber o título na minha porta é um grande privilégio”, comentou. Ele e a mulher, Neli Balbino Gomes, têm um pequeno armarinho na propriedade, criam gado leiteiro e plantam macaxeira, milho e banana.

TITULA BRASIL

De acordo com o superintendente do Incra em Roraima, Antônio Adessom Gomes dos Santos, até o final do ano haverá novas entregas de documentos da terra nos assentamentos de Roraima. Nos próximos quinze dias, a previsão é beneficiar os assentamentos Vila Nova e Samaúma, no município de Mucajaí. Ele orientou os beneficiários a registrarem os títulos no cartório e recomendou que não vendam as parcelas.

O governador Antônio Denarium, que participou da solenidade, ressaltou que determinou à Desenvolve Roraima, a agência de créditos do Estado, que financie os projetos dos assentados que receberam os títulos definitivos. “Nós também vamos viabilizar o plantio mecanizado de 1.500 hectares para a agricultura familiar”, anunciou.

Luiz Valério

Jornalista, escritor, blogueiro e podcaster. Especialista em Comunicação Social e Novas Tecnologias. Profissional de Marketing Digital. Fundador e Editor-chefe do Jornal Roraisul. (Uma ousadia e aventura inesquecível com meu sempre amigo Osmar Morais).

Deixe um comentário