You are currently viewing PANDEMIA – Denarium recomenda a prefeitos que reforcem ações de combate à Covid-19
Antônio Denarium orientou aos gestores municipais para que reforcem as medidas restritivas no sentido de evitar o aumento dos casos de contaminação da população pela Covid-19

PANDEMIA – Denarium recomenda a prefeitos que reforcem ações de combate à Covid-19

Preocupado com a agudização da pandemia de Covid-19 em Roraima, que já resultou na ocupação de 98% dos leitos de UTI do Hospital Geral de Roraima (HGR), o governador Antonio Denarium (sem partido) expediu, nesta quinta-feira (11 de fevereiro), uma recomendação aos prefeitos de Roraima para que suspendam todas as atividades presenciais não essenciais e redobrem a fiscalização quanto ao cumprimento das medidas restritivas durante o período de carnaval.

A proximidade do feriado de Carnaval e dos dados de pressão hospitalar no Estado que têm se mostrado preocupantes, dada a iminência do extrapolamento da capacidade de atendimento a pacientes de Covid-19 no HGR, são motivos de preocupação para o gestor estadual. Por isso, entre as medidas recomendadas aos prefeitos dos 15 municípios do interior, pelos próximos quinze dias, estão a suspensão de todas as atividades e serviços não essenciais.

Denarium recomendou também a suspensão de eventos destinados à recreação e lazer, bem como os acontecimentos sociais que possam promover a aglomeração de pessoas e favorecer a transmissão do Novo Coronavírus. O gestor alerta sobre a necessidade do estabelecimento do Toque de Recolher das 21h às 6h, onde apenas profissionais de saúde, ou profissionais cujas atividades sejam essenciais para o funcionamento das mesmas podem circular.

O reforço na fiscalização e na segurança pública, para coibir aglomerações ou mesmo o descumprimento do toque de recolher e o cancelamento das festividades carnavalescas públicas e privadas e a intensificação de campanhas de divulgação de uso máscara nos ambientes de convívio público, também estão entre as recomendações feitas pelo governador.

“Esta recomendação se faz necessária em caráter de urgência, por período mínimo de 15 dias. A avaliação para retomada das mesmas deve ser realizada com base nas projeções e avaliação de risco e esperamos que a manutenção das novas restrições sugeridas, por um período inicial de 15 dias, resulte em menor transmissão de COVID-19 entre a população e, portanto, em uma significativa redução de hospitalização e óbitos em curto prazo”, enfatizou Denarium.

Fonte: Blog do Luiz Valério

Luiz Valério

Jornalista, escritor, blogueiro e podcaster. Especialista em Comunicação Social e Novas Tecnologias. Profissional de Marketing Digital. Fundador e Editor-chefe do Jornal Roraisul. (Uma ousadia e aventura inesquecível com meu sempre amigo Osmar Morais).

Deixe um comentário